Você já deve ter escutado ou lido em vários lugares que estrias não tem cura. Deve lembrar daquela tia contando de como a pele dela era linda antes da gravidez, mas depois começaram a aparecer dezenas de estrias pelo corpo todo. Também deve ter lido em alguma revista que estrias não tem tratamento.

Olhar para as próprias estrias e lembrar desse tipo de comentário não é nenhum pouco animador, não é?

Sei bem como é.

Felizmente, com o avanço das tecnologias e com a globalização a gente tem cada vez mais acesso a novos tratamentos para estrias, sejam brancas (antigas) ou vermelhas (novas).

Aqui vou dividir com você vários tratamentos que encontrei pela internet e em clínicas de estética com tratamentos eficazes para eliminar (ou diminuir) estrias e que pode ser a resposta para uma pergunta que sempre recebo:

Estria: qual o melhor tratamento?

Bem, isso aí você vai ter que estudar e ver o que melhor se encaixa para você.

Lembrando que aqui vou focar em produtos e tratamentos oferecidos no mercado, mas se você não tem interesse em gastar com esse produtos, pode conferir o outro post em que fali só sobre como acabar com as estrias naturalmente.

Então vamos começar!

#1 – Micropuntura em estrias

A micropuntura (ou microagulhamento) é um dos métodos mais inovadores para o tratamento para estrias. Nesse tratamento as estrias são tratadas individualmente com o dermógrafo, um aparelho que tem uma pequena agulha na ponta. Durante os procedimentos, as estrias vão ficar avermelhadas e o corpo vai entender que existe um processo inflamatório na região, enviando nutrientes como melanina e colágeno (essencial na recuperação das estrias). O colágeno também é injetado diretamente nas estrias durante a micropuntura.

Esse procedimento é capaz de reduzir em até 90% a aparência das cicatrizes, como você pode ver nesse antes e depois.

micropuntura-em-estrias-antes-depois

Para as estrias menores é recomendado 4 sessões e para as maiores, até 8. O preço da micropuntura varia de acordo com a região que vai ser tratada e de cidade para cidade. O preço pode variar de R$50 a R$150 por sessão.

#2 – LED

A fototerapia com luz LED é uma novidade que vem ganhando espaço na estética. Ela vem sendo bastante utilizada para tratamentos pós-cirúrgicos na cicatrização, inflamações locais, rugas, acnes e muitos outros problemas. A fototerapia consiste na utilização de luz para fins terapêuticos, sendo um método não invasivo. Na dermatologia, são utilizados os LED de cor vermelha, âmbar, azul e verde.

Cada cor de luz estimula uma parte diferente da pele, desde a superfície até as partes mais internas. Quando a pele absorve a energia da luz ela estimula diferentes células, causando diferentes reações. O LED azul melhora a hidratação da pele e o aspecto das estrias, por exemplo. O vermelho estimula a produção de de fibras colágenas, já o LED âmbar  otimiza a produção do colágeno. Esse é um dos métodos mais inovadores no tratamento para estrias.

#3 – Laser ablativo e fracionado

Esse tratamento funciona causando um dano térmico controlado na região das estrias, fazendo com que ele seja uma opção de tratamento para estrias e que não precise de muitas sessões. Bastante eficaz para o tratamento de estrias brancas, mas com uma desvantagem de causar muito desconforto durante a aplicação

#4 – Laser não-ablativo

Parte do mesmo princípio do laser ablativo, mas possuem uma ponteira precisa que atinge somente a estria e não machuca a pele. Pode ser realizada durante todo o ano e em qualquer parte do corpo, mas necessita de mais sessões.

#5 – Ácido Retinóico

A aplicação desse ácido é mais indicada para o tratamento de estrias vermelhas, as recentes. O ácido retinóico ajuda na reconstrução do colágeno na região afetada, diminuindo o aspecto das estrias. Este tratamento para estrias pode causar reação colateral na pele, como vermelhidão, e não pode ser usado se você for pegar sol, por exemplo. Extremamente contra indicado durante a gravidez, para não afetar o crescimento do feto. A concentração ideal do ácido deve ser definido e acompanhado por um dermatologista. Nesse tratamento, os resultados só começam a ser percebido depois de 1 ano.

vitanol-a-para-estrias

#6 – Infravermelho

Bem semelhante ao tratamento com LED, mas com outro tipo de luz. O infravermelho aumenta a temperatura da pele no local, estimulando a produção de colágeno na região e remodelação da derme, modificando a aparência da estria. Pode ser usado tanto em estrias brancas e vermelhas, tendo melhor resultado nas recentes.

#7 – Peeling

O peeling tem a ação semelhante a do ácido, mas com maior velocidade e intensidade. Também desse ser evitado sol durante o tratamento e podem aparecer manchas roxas na região, que fazem parte do tratamento. Com a retirada uniforme da camada superior da pele o Skin Lifting, o corpo estimula a produção de colágeno para a regeneração celular e o crescimento de uma nova pele, diminuindo ou eliminando a aparência da estria.

#8 – Microdermoabrasão

A parte da superficial da pele é “lixada”, provocando uma reação semelhante ao peeling, retirando uma boa da camada superficial da pele. Esse método facilita a entrada de outras substância como o ácido retinóico e deixa a pele da região tratada mais uniforme. Além disso também estimula a produção de colágeno e elastina.

Além dos tratamentos acima, existem outros que apresentam alternativa para as estrias, não as eliminando e também tem os que precisam de tratamento cirúrgico. Como não quis mudar o título da página, vou colocar aqui como “bônus”.

Subcisão

A subcisão nas estrias é um tratamento para estrias que é um procedimento cirúrgico em que uma agulha é usada para romper as traves de fibrose, provocando um hematoma local. Com esse tratamento pode ser associado a sutura da estria ou o preenchimento da área trabalhada com ácido hialurônico. Como é um procedimento muito trabalhoso, não é tão comum.

Cremes

Os cremes para estrias são mais indicados para a prevenção, do que para o tratamento. Mesmo assim, você consegue encontrar uma grande variedade desses cremes no mercado. Desde os que são sinceros até os ditos “milagrosos”, com frase do tipo:

“Elimine suas estrias em 7 dias!”

Ou alguma coisa do gênero. Claro que alguns funcionam de verdade, mas a grande maioria só serve para manter a área hidratada. Mulheres grávidas devem prestar muita atenção a esse fato, pois manter a barriga hidratada durante toda a gestação pode ajudar bastante a prevenir as estrias na gravidez.

Tatuagem como tratamento para estrias

Algumas mulheres acreditando que as estrias não tem cura, estão optando por fazer tatuagens por cima das estrias para disfarça ou esconder completamente.

dermopigmentacao na pele para esconder estrias

Maquiagem para Estrias

Essa é técnica de maquiagem definitiva para estrias, também conhecida como dermopigmentação ou micropigmentação, tem o mesmo princípio de uma tatuagem. A diferença é que a pela vai ser “pintada” com o mesmo tom de pele da região ao redor da estria. O preço por sessão é em torno de R$ 100 e todo o procedimento pode varia de R$ 400 a R$ 800. Ela não é indicada para quem gosta de tomar sol, pois a pele ao redor da área pigmentada vai ficar diferente do restante.

O mercado de estética e cosméticos hoje está repleto de cremes e tratamentos para remover ou amenizar estrias. Alguns deles são acessíveis, outros nenhum pouco. Mas com essa correria de hoje em dia, muitas mulheres preferem encontrar maneiras como acabar com as estrias em casa, aproveitando o pouco tempo que tem. Já outras preferem tratamentos naturais para eliminar as estrias. E também tem aquelas que querem as duas coisas.